menu

Blog Article

Planos de Mobilidade Urbana tem até 2019 para serem elaborados pelos Municípios brasileiros

publicado em Soluções IT2B by

O aumento crescente da população brasileira é responsável pelo inchamento dos grandes polos urbanos e o alto fluxo de pessoas transitando por esses locais. A adaptação das cidades frente as dificuldades de mobilidade urbana são questões que precisam ser, não só debatidas, mas também colocadas em prática. Fatores como a organização dos territórios, o fluxo de transporte de pessoas e mercadorias e os meios de transportes utilizados são questões essenciais a serem analisadas quando o objetivo é realizar melhorias e avanços nas grandes cidades.

Uma pesquisa de Mobilidade Urbana desenvolvida pela Rede Nossa São Paulo constatou que os brasileiros passam em média de 10 a 15 dias por ano presos no trânsito. Fato este que além de gerar uma grande insatisfação na população, também é responsável pelo aumento das emissões de gases poluentes na atmosfera. Outro dado levantado pela pesquisa é o desagrado dos cidadãos com a qualidade do transporte público e a constatação de que cerca de 80% dos deslocamentos nas cidades brasileiras são realizados por motivo de estudo ou trabalho.

Segundo a Secretaria Nacional de Mobilidade Urbana (SEMOB), os municípios brasileiros terão até abril de 2019 para elaborar seus respectivos Planos de Mobilidade Urbana. A obrigatoriedade legal do planejamento está prevista na Medida Provisória 818/2018, caso as cidades não cumpram, ficarão impedidas de contratar recursos federais. O principal objetivo desta ação é ressaltar o Programa de Apoio à Elaboração de Planos de Mobilidade Urbana às prefeituras, para a construção do instrumento de planejamento. O programa disponibiliza recursos para o financiamento de planos em municípios com mais de 100 mil habitantes, e também orienta sobre o desenvolvimento de uma metodologia que viabiliza e simplifica a identificação e aplicação de possíveis aprimoramentos e oportunidades de melhorias nos locais.

Pensando nos desafios das grandes cidades, a IT2B oferece um portfólio de Smart Cities abrangente com soluções que atendem os principais serviços públicos como: economia, educação, governo, meio ambiente, segurança e saúde. Os desafios de mobilidade possuem uma vertical própria que inclui soluções para transportes públicos e individuais, entre outras soluções que colaboram com o desenvolvimento tecnológico das cidades.

Visite a página de soluções de Smart Cities da IT2B e veja tudo que ela pode oferecer para a sua cidade.

FONTES: Portal da Secretaria do Governo | Rede Nossa São Paulo

05 dez, 18

postar comentário